Com a chegada das redes sociais, a internet deu uma grande alavancada. Além de modificarem a maneira como nos relacionamos, alteraram também a maneira como as empresas utilizam suas estratégias para atrair cada vez mais clientes.

Por causa dessa grande mudança e dessa conectividade sem fim, muitos empreendedores acreditaram que seus sites não tinham mais tanta importância, que ele era apenas um “cartão de visitas”, caso o cliente necessite saber quem você é. Mas a realidade é outra.

Um site, quando bem planejado, acaba sendo uma arma de vendas além, é claro de comunicar com informações relevantes e atrair cada vez mais clientes.

Como você pode conseguir isso?

Um site, para ser atrativo, precisa passar ao cliente as soluções que sua empresa possui, as vantagens que você oferece e ainda se destacar nos mecanismos de busca como Google, Bing, Yahoo, entre outros.

Lembramos que o número de pessoas que acompanham seu site não tem relação com os seguidores de suas redes sociais, portanto, é importante saber que o número de pessoas que visualizam seu site pode ser muito maior do que o número de seguidores que você possui em suas redes sociais.

Sabemos que as redes sociais possuem grande capacidade de metrificação, mas saiba que isso também é possível em seu site. Nele você consegue ter, por exemplo, o número de visitantes, a página que mais acessaram, de onde vem todas as pessoas que visitam seu site e muito mais.

Por esse motivo, efetuar uma boa estratégia de marketing em seu site é importante.

Você está atraindo o público certo?

Muitos empresários investem pesado na construção de seus sites deixando-os bonitos e otimizados, mas se esquecem de verificar se o público está sendo atraído para ele da maneira correta.

E importante, através das métricas, analisar os pontos fortes do seu site e esse ele está conseguindo transmitir a mensagem que sua empresa quer passar ao seu cliente.

Para que você atraia o público certo para seu site, é importante saber que existem dois tipos de tráfego onde o cliente chega até você: o Orgânico e o Pago.

Orgânico – Não existe pagamento, toda ação é executada através da utilização de palavras-chave (Keywords), conteúdos relevantes em seu site para captação de mais visitantes;

Pago – Neste tipo de tráfego são necessárias ações pagas para a captação do seu público-alvo. Aqui é necessário decidir onde e quanto investir. Mas para que esta estratégia tenha sucesso, é necessário saber exatamente quem são as suas personas.

Com um site é possível utilizar métricas de análise que somente você terá acesso. Desta maneira é mais fácil traçar estratégias para atrair clientes, analisar seu público e entregar algo que o diferencie de seus concorrentes.

Para que a utilização das métricas seja possível, é necessária a utilização do Google Analytics.

Não cometa esses erros

Alguns erros são comuns quando falamos de sites. Fique atento para que você não os cometa:

Não ter um site responsivo – Hoje os sites têm que conversar com as mais variadas plataformas, desde computadores de mesa até tablets e celulares. Se seu site não for responsivo e não aparecer nessas plataformas, sua empresa não será vista.

Esquecer o SEO – o Google tem que “ler” o seu site para que ele seja ranqueado e apareça em boas posições de busca. A US – User experience –  é fundamental neste ponto

Não construir um blog, ou não atualizá-lo – Um dos elementos que fazem o Search Engine Optimization ser melhorado é a utilização de blogs. Ele é uma ferramenta importante parta melhorar seu ranqueamento e atrair clientes. Quanto mais informações relevantes e conteúdos ricos forem inseridos, mais seu público se interessará e os sistemas de busca o reconhecerão como um site otimizado.

Ter um site lento – Com o avanço da tecnologia e a “pressa” das pessoas, ninguém mais fica esperando mais de 2 minutos pela abertura de um site, portanto, a otimização de imagens e plugins é fundamental para um site rápido e acessível.

Ter um layout ruim – As pessoas são atraídas pelo visual, se seu site não traz um bom visual, ninguém irá olhá-lo. Lembre-se, aqui o que vale é a primeira impressão. Além da estética, a experiência do usuário aqui conta, e muito. Quanto mais ele tiver que clicar em abas para encontrar o que deseja, mais rápido ele deixará o seu site para trás.

O que podemos concluir?

Pelo que vimos, as redes sociais vieram para ajudar e não fazer todo o trabalho sozinha. Ter um site da empresa é muito importante, pois ele não é somente o seu “cartão de visita”, ele também possibilita o reconhecimento e a segmentação do seu público-alvo.

Lembre-se que é preciso estar sempre se atualizando para melhorar as práticas de personalização de seu site e se manter à frente da concorrência.