Já é de se esperar que a “volta à normalidade” não acontecerá tão rápido quanto gostaríamos. O home-office continuará e, quem for às empresas, provavelmente, verá salas mais vazias, poucas pessoas circulando e uso permanente de máscaras.

Em apenas alguns meses, a pandemia de Covid-19 conseguiu alterar o dia-a-dia das pessoas em todo o mundo.

Com tantos pedidos para “ficar em casa”, os trabalhadores, antes acostumados com suas rotinas em escritórios, abandonaram suas viagens diárias para iniciarem um novo trabalho dentro de suas casas, ocupando sofás, camas e mesas da sala de jantar. Enquanto tentamos nos adaptar a essa nova rotina, as empresas lutam para encontrar um novo caminho a seguir.

Uma questão de sobrevivência

Está claro que a crise causada pela pandemia provocará reestruturação social, organizacional e na economia e que as empresas estão preocupadas em sobreviver. Mas quais sairão vencedoras após essa crise? A resposta é simples, as empresas que conseguirão se manter serão as mesmas quem mesmo passando por todas as turbulências, conseguem pensar no que virá depois que essa “loucura” acabar. Como será esse “novo mundo” e como conseguirei me manter nele?

Passamos por muitas mudanças ao longo dos anos e nos adaptamos a todos elas. A invenção da luz que clareou ambientes onde antes existia somente uma vela, os veículos, que tomaram o lugar das charretes, os telefones, a internet os celulares, enfim, nos adaptamos à todas essas mudanças. Com certeza, nos adaptaremos também a essa “nova normalidade”.

Nada será como antes

Desde a maneira que nos divertimos, até o modo como gastamos nosso dinheiro, nada mais será como antes. Neste momento de isolamento, as pessoas começaram a repensar seus estilos de vida, priorizando aquilo que realmente deve ser priorizado e deixando os supérfluos de lado.

As pessoas passaram a pensar no momento de efetuar uma compra e não mais “comprar por impulso”. Isso está acontecendo em todos os segmentos. As compras estão sendo somente do necessário, daquilo que “quebra” em casa e não pode ser substituído por algo similar.

Como as empresas conseguirão sobreviver?

As empresas estão se reinventando com e-commerce, delivery, lives, vídeos de “faça você mesmo”, fazem todo o possível para não deixar sua marca cair no esquecimento.

Se você quer destacar sua empresa no mercado, e continuar crescendo, é necessário se reinventar. Faça parcerias com outras empresas, agregue valor ao seu produto e a sua marca, faça o cliente “precisar de você”, atinja-o com emoção através das redes sociais – afinal todos estamos nela 24 horas por dia, desta forma você conseguirá manter seus clientes e conquistar novos leads.